Manter o abastecimento na cadeia da produção de alimentos de origem animal de forma regular é sempre um desafio. Por isso, ao longo dos anos, as atividades se ajustaram estrategicamente para estar preparadas em diferentes adversidades, sem deixar a qualidade e a eficiência de lado. Segundo Osvaldo Ferreira, Supervisor de Produção da Biomin, o comprometimento e a integração da equipe fazem parte da cultura que a empresa adota há muitos anos. “A relação de confiança que construímos durante essa trajetória foi fundamental para enfrentar esse momento atípico”, enfatiza Ferreira.

Desde o começo da pandemia, a Biomin estava preparada para não interromper a produção, deixando os clientes tranquilos quanto ao abastecimento – processo fundamental para que os alimentos continuem sendo produzidos e cheguem à população com regularidade. “Logo no início, disponibilizamos álcool e máscaras para os funcionários como medida preventiva. Também os nossos colaboradores já faziam cada um a sua parte, como base do procedimento de Boas Práticas de Fabricação, higienizando constantemente as máquinas e objetos de uso comum na fábrica”, destaca o supervisor.

Outra medida implantada foi a criação de um segundo turno em 14 dias, com a contratação e treinamento de novos colaboradores. “Com isso, tivemos a certeza de que o nosso processo produtivo ganharia um ritmo diferente, com todos trabalhando com segurança e sem prejuízos ao fluxo de produção. Outra medida foi a testagem em massa de quem permaneceu na operação e seus familiares, contribuindo para a tranquilidade de todos”, explica Edson Ribeiro, Diretor de Operações e Logística.

Inicialmente, a reação da cadeia produtiva foi se preparar para que não faltasse alimentos. Com isso, a demanda de produtos da Biomin cresceu. “Nossos clientes optaram por ter estoque de segurança. Quando consideramos a cadeia de supply chain, nós temos amplo conhecimento do mercado e trabalhamos sempre com estoque de segurança. Nosso time de especialistas consegue prever com acurácia as vendas dos próximos meses, nos permitindo importar a quantidade suficiente de matérias-primas para atravessar as dificuldades que possam surgir”, destaca o diretor.

“O que fica como aprendizado a longo prazo é ter sempre um plano de contenção em mente. É claro que não pensamos em viver uma situação assim. As empresas precisam estar cada vez mais abertas para mudanças e ágeis para implementar novas formas de entregar os seus produtos com qualidade e segurança. Isso só é possível quando todas as áreas estão integradas e em harmonia”, destaca Edson Ribeiro.

Osvaldo Ferreira ressalta a prioridade à cultura da harmonia entre os profissionais, o que se mostrou fundamental nesse período de desafios. “Nos preocupamos antes com a saúde mental dos nossos colaboradores, para que o trabalho não fosse estressante em meio ao cenário de crise. As conversas diárias, que já eram habituais, se tornaram ainda mais importantes para cuidar do lado humano da operação. A troca de informações, que já estava implementada, teve papel chave para o fortalecimento da equipe e a manutenção da produtividade do negócio”, conclui Osvaldo Ferreira.

Últimos Kits da campanha Coma Mais Peixe prontos para ir para as mãos dos influenciadores. A campanha Coma mais Peixe é iniciativa da @Peixebroficial com o apoio de empresas de diferentes elos da cadeia de piscicultura e realização da Texto Comunicação Corporativa.

A UPL Brasil apresenta cinco estudos científicos no 45º Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras. O evento acontece entre 29 de outubro e 1º de novembro, no Hotel Monreale, em Poços de Caldas (MG). Leia mais: http://bit.ly/31I0qiy

This message is only visible to admins.

Problem displaying Facebook posts.
Click to show error

Error: Server configuration issue


TextoRural é a plataforma digital da Texto Comunicação Corporativa
para os seus clientes de agronegócio e da cadeia da produção de alimentos.

+55 11 3039-4100

imprensa@textoassessoria.com.br

Share This